O começo

Eu me deparei com a ideia de minimalismo por acaso. No início do ano, vi um post no Facebook da Fernanda sobre seu blog, o Minimalizo. Cliquei no link por curiosidade, nunca tinha ouvido falar de minimalismo, e na mesma hora adorei tudo o que li. Mais tarde, fui abrindo outros blogs e sites e conhecendo essa ideia um pouco mais. No mesmo dia, decidi que iria começar uma vida mais minimalista.
O motivo é simples: eu, como a maioria das pessoas, gasto muito mais do que eu ganho, na maioria das vezes com coisas desnecessárias. No fim das contas, nunca sobra dinheiro para fazer as coisas que eu mais gosto (viajar, por exemplo). Conhecer o minimalismo me fez pensar sobre isso, se valia a pena continuar agindo assim – e a resposta, claro, foi não.Eu decidi mudar mas, como todos sabem, mudar é difícil. Tem que ser aos poucos. Então, eu estou tentando. Não faz nem três meses que decidi seguir esse caminho, mas já vejo progressos (pequenos, mas toda melhora é válida, né?).
Eu decidi criar esse blog para ter um registro da minha evolução, dos meus erros e acertos nesse processo de me tornar minimalista. Eu já escrevi algumas coisas a respeito no meu tumblr, mas ficou meio desorganizado, então eu preferi juntar meus relatos num único espaço: meu diário minimalista.
Anúncios

9 comentários sobre “O começo

  1. Oi Bárbara, tudo bem?
    Cai no seu blog meio por acaso procurando coisas sobre finanças pessoais. Já tinha lido algumas coisas sobre o estilo de vida minimalista, gosto bastante e tento viver minha vida da forma mais controlada possível não deixando de abrir mão de coisas que eu gosto. Meu mais novo desafio será conciliar minhas contas com um aluguel. Tenho um outro desafio que dificilmente consigo cumprir: destralhar internet. Tenho milhões de links para ler, apagar, enfim, fazer a limpeza. Você tem alguma dica de como posso começar?

    Beijos
    Beatriz

    • Oi, Beatriz! Obrigada pelo comentário. Respondendo à sua pergunta: primeiro, reserve um dia e horário para organizar seus links, pode parecer uma tarefa fácil mas dá trabalho. Segundo, crie pastas no navegador para englobar os links de um determinado assunto (por exemplo, uma pasta chamada “Finanças” para armazenar todos os links relacionados a este tópico). Terceiro: vá abrindo um link de cada vez, e avalie se você quer mantê-lo no navegador para acessar sempre ou só ler na hora – se escolher a primeira opção, mova o link para uma pasta relacionada, caso contrário, leia na hora e remova dos favoritos, ou coloque o link em uma outra pasta chamada “Para ler”, por exemplo. Só não fique acumulando favoritos nessa pasta sem ler nenhum!

      Neste post (https://meudiariominimalista.wordpress.com/2013/04/09/minimalismo-na-internet-parte-ii/) eu relato como organizo meus favoritos no navegador, talvez tenha alguma informação útil para você.

      • Oi Barbara,
        Desculpe a (longa) demora em responder você. Esqueci de habilitar o aviso para comentários seguintes. Obrigada pela resposta. Coloquei seu blog no Feedly para continuar acompanhando.
        Beijos

  2. Olá! Eu sou a Fê e conheci teu blog hoje. Embora há mais de sete meses venho lendo sobre o minimalismo em vários blogs, não consigo dar um rumo na minha vida. Fico muito triste, porque isso aumenta ainda mais as minhas crises de depressão. Li que a casa é um espelho da alma do dono. Se for assim, tô ferrada, porque tô quase indo parar naqueles seriados da tv a cabo, onde vai uma turma arrumar a casa dos acumuladores. Como mal, não consigo emagrecer, não termino o que começo e nem tenho vontade de arrumar as coisas. Sem contar as finanças. Resolvi desabafar aqui porque me identifiquei com você ser jovem e estar começando a construir tuas coisas. Ano que vem vou me casar e finalmente arrumei um emprego bacana. Preciso dar um rumo na minha vida. Quero trocar ideias contigo. Bjos.

    • Oi, Fê! Que bom que você gosta do meu blog. Fique à vontade para comentar nos posts ou mandar e-mail se quiser conversar. Sei que as vezes parece que a vida está uma “bagunça completa” e nada dá jeito, mas uma boa coisa para se fazer é eleger um aspecto da sua vida que você quer arrumar e se dedicar a ele. Quando uma coisa melhora, dá um ânimo para a gente trabalhar nas outras que estão pendentes. 🙂

  3. Oi Bárbara … por acaso, se é que existem … encontrei seu blog e fiquei empolgada e feliz, pois veio de encontro com meu atual momento , e olha que meu perfil é bem diferente do seu… depois te conto essa parte … mas as nossas necessidades e expectativas estão muito parecidas, gostei muito e vou te acompanhar …. Bjs . Claudia.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s