Sobre a importância dos momentos de ócio

Quero recomendar um texto muito bom que li no site Lugar de Mulher – que não fala sobre minimalismo nem nada do gênero, mas o tema do texto se encaixa nessa área. O texto se chama “Ócio criativo não é ócio”.

E foi nesses meses, desaprendendo a ser utilitária, que eu me dei conta que a minha libertação passa muito mais pela reconstrução do que eu vejo como ser mulher e ser humana que pela projeção de uma identidade de jornadas triplas.

A autora fala da dificuldade de aceitar que tinha tempo “sobrando” e da ansiedade de preencher esse tempo livre com várias atividades, só para não ficar à toa.

A quem se interessar, boa leitura!

Anúncios

2 comentários sobre “Sobre a importância dos momentos de ócio

  1. Hoje em dia o ser humano vive numa neura de que precisa estar trabalhando o dia todo, precisar preencher todas as horas do dia com compromissos e não é assim que funciona. Na verdade eu sinto uma pequena pena de quem pensa assim…

    • É triste mesmo, Bruna, principalmente porque a sociedade pressiona as pessoas a agirem assim, quem não passa o dia todo trabalhando é “fracassado”, quem gosta de aproveitar uns momentinhos à toa é “vagabundo”… Impossível ser feliz seguindo essas regras!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s