Minimalismo e economia em viagens

Entre os dias 12 e 15 desse mês, estive em Curitiba. Foi a quarta viagem que fiz sozinha, e percebi que estou ficando boa nesse negócio! 😀  Consegui organizar uma viagem bem divertida e tranquila, apesar de curta. Vou listar aqui algumas práticas que adotei para me organizar e economizar durante essa viagem:

Viajar em datas alternativas: ao invés de tirar férias, resolvi aproveitar o fim-de-semana anterior o dia 15/08, feriado municipal em BH, para viajar. Pedi folga na sexta, 12/08 (vou pagar as horas, mas tudo bem), e consegui fazer uma mini-viagem sem sacrificar minhas férias e sem sofrer com o movimento de férias/feriados nacionais.

Pesquisar hotéis e passagens em promoção: eu gosto muito do site booking.com, porque posso comparar preços de hotéis e fazer a reserva por ele mesmo, sem complicações. Para passagens, gosto do Decolar.com ou do Viajanet. Mas é bom ficar atento e só usar esses sites para pesquisa, já que eles cobram taxas extras, e comprar direto nos sites das companhias aéreas.

Eu também fiz uma “loucura” que deu certo: estava achando as passagens para voo direto de BH para Curitiba muito caras, e quando vi que todos os voos faziam escala em São Paulo, decidi fazer uma baldeação de avião – comprei passagens de BH para São Paulo, e de lá para Curitiba, ida e volta. Custei para achar horários que batiam e morri de medo de dar tudo errado, mas felizmente correu tudo bem. Acabei economizando R$ 100 com isso.

Comprar passagens com milhas ou pontos: não gasto tanto no cartão de crédito para acumular milhas, mas descobri que tinha Dotz o suficiente para comprar uma das passagens. Acabei pagando só a taxa de embarque.

Planejar os gastos com antecedência e estabelecer um valor máximo: defini um orçamento para transporte, alimentação e passeios e procurei segui-lo à risca. No fim das contas, ultrapassei o valor em apenas 50 reais por causa dos gastos com alimentação, e só.

Levar só o essencial: levei uma mochila para quatro dias de viagem. Minhas roupas foram: 1 calça jeans, 1 tênis, 4 blusas, 1 jaqueta, 1 pijama, roupas íntimas e meias na quantidade exata para os quatro dias. Também levei apenas os produtos de higiene essenciais. Não precisei de nada além do que levei.

Dar preferência a passeios grátis: Curitiba tem muitos parques e praças, todos com entrada grátis. Aproveitei para passear por esses lugares, e só paguei para entrar no Museu Oscar Niemeyer.

Andar a pé ou usar o transporte público: aproveitei que estava hospedada no centro da cidade e andei muito, mas muito mesmo. Tirando o ônibus da linha turismo, só peguei ônibus na cidade mais duas vezes, todos os meus outros passeios eu fiz a pé. Não fiz isso para economizar, eu gosto bastante de percorrer os lugares andando quando eu viajo, mas caminhar ou usar o transporte público (se for possível e seguro) durante viagens também ajuda a reduzir os gastos.

Levar lanches e água para os passeios: Para não ser pega de surpresa pela fome/sede durante as minhas andanças, sempre carregava uma garrafinha d’água e um lanchinho na mochila. Comprei alguns biscoitos e barrinhas de cereais antes de viajar e eles foram suficientes para os 4 dias. No último dia comprei algumas comidinhas no Mercado Municipal para aguentar a espera no aeroporto. Claro que não me privei de almoçar ou tomar cafés bons fora, mas esses lanches ajudaram na economia.

Aproveitar ofertas de sites de compras coletivas: meu namorado me deu essa ideia e eu achei genial. Sempre procuro ofertas de restaurantes no Peixe Urbano quando quero sair em BH, por que então não fazer isso quando estou viajando? Infelizmente não havia muitas promoções em lugares próximos ao meu hotel, mas ainda assim consegui jantar bem em uma das noites usando cupons.

Maneirar nas lembrancinhas: eu gosto de trazer lembranças dos lugares para onde viajo, mas para não lotar o apartamento com cacarecos, prefiro comprar uma coisa que tenha utilidade, e apenas uma. Nesse caso, já queria comprar uma sacola ecológica de algodão, e acabei adquirindo uma na lojinha de souvenires no parque Tanguá. Também comprei um presente para a minha mãe e outro para o meu namorado, e só. Mesmo passando por várias lojas, shoppings e a famosa Feira do Largo da Ordem, fiz pouquíssimas compras.

pixlr_20160816183443063

Algumas fotos que tirei em Curitiba

Anúncios

4 comentários sobre “Minimalismo e economia em viagens

  1. Pingback: Links interessantes da semana #33 |

    • Oi, Magali. Fiquei no hotel Golden Park. Gostei bastante do hotel, era bem limpo e organizado, mas fica numa região de hotéis e comércio, próximo à Rodoferroviária. Como eu disse no post, durante a noite tinha pouco movimento e nenhuma opção de restaurante nas proximidades (o mais próximo era o Shopping Estação, mais ou menos 10 minutos de distância a pé). É bom você levar isso em consideração. Fiquei no centro comercial mesmo, o centro histórico era um pouco mais distante. Fiz a reserva pelo booking.com .

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s