Desafio: a Cura de Janeiro

A Cura de Janeiro (January Cure) é um desafio anual do site Apartment Therapy. Durante todo o mês, uma colunista do site propõe tarefas diárias para melhorar a casa. Foi a primeira vez que participei. Aqui está a lista de tarefas desse ano, e como eu realizei cada uma.

02/01 – Destralhe uma gaveta

Todos nós temos uma “gaveta da bagunça”, e a minha estava lotada de papéis inúteis (principalmente folhetos de delivery) e até um disjuntor velho. Estava adiando a limpeza dela, então essa tarefa veio em boa hora.

03/01 – Faça uma lista de projetos

Como pedia a tarefa, analisei cada cômodo do apartamento, listei os problemas que encontrei e o que poderia fazer para melhorar, e defini 3 projetos por cômodo para realizar esse ano.

04/01 – Limpe a despensa

A minha despensa nada mais é do que o armário aéreo da minha cozinha, e ele é tão pequeno que é praticamente impossível acumular muita coisa. De qualquer forma, tirei tudo de dentro dele, limpei bem e organizei melhor as vasilhas de plástico, os mantimentos e temperos.

05/01 – Crie uma caixa de saída

Já tenho uma caixa que fica no meu guarda-roupa, onde separo tudo o que não quero/preciso mais para doar.

06, 07 e 08/01 – Tarefa do fim-de-semana: Flores e pisos

Nesse fim de semana, a principal tarefa era limpar todos os pisos da casa. Considerando que já faço isso regularmente, não foi nada difícil completar. Também foi pedido que comprássemos flores frescas para a casa, mas eu não gosto de comprar flores fora dos vasos porque são caras e morrem rápido, então comprei um vasinho de cacto.

09/01 – Mini-meditação/Escolha um projeto

Dois trabalhos para hoje:

  1. Analisar um cômodo da casa e imaginar como seria mobiliá-lo e decorá-lo novamente.
  2. Escolher um dos projetos da lista feita no dia 03 para realizar ainda neste mês. Eu escolhi pendurar (finalmente) meus quadros na parede da sala.

10/01 – Limpe o guarda-roupa

Limpei e fiz o inventário anual, como vocês já viram aqui.

11/01 – Jejum de mídias

Essa tarefa foi relativamente fácil, já que só precisava ficar longe das redes sociais/celular/computador depois que chegasse em casa do trabalho. Me permiti usar o Kindle, então passei a noite lendo.

12/01 – Verifique as roupas de cama

Esse era o dia de analisar as roupas de cama/mesa/banho, separar as boas das ruins e colocar as que não eram usadas na caixa de saída. Tenho poucos itens desse tipo (falei sobre isso nesse post) e todos ainda estão em boas condições, então nada de destralhes nesse setor.

13, 14 e 15/01 – Tarefa do fim-de-semana: Uma cozinha mais limpa

A tarefa oferecia duas opções: limpar a cozinha “por dentro” ou “por fora”. Escolhi a segunda, então limpei o fogão e a geladeira, o armário, esfreguei bem a pia e lavei a lixeira (estava precisando!).

16/01 – Planeje uma reunião

A missão do dia era planejar uma reunião em casa com amigos e convidar todos. Como eu já tinha marcado um chá com uma amiga para a próxima semana, não tive trabalho nenhum.

17/01 – Limpe um armário

Escolhi dar uma geral nos armários do banheiro. Tirei tudo de dentro deles, limpei bem por dentro e por fora e reorganizei tudo.

 18/01 – Trabalhe no seu projeto

Enrolei nesse dia, tanto por falta de material quanto por preguiça. Acontece.

19/01 – Deixe a sala mais “leve”

A tarefa do dia consistia em retirar pelo menos três objetos de decoração da sala para deixá-la menos “entulhada”. Já não deixo muitos enfeites na minha sala, mas tirei um que seria retirado de qualquer jeito: o meu terrário, que estava sofrendo com fungos e precisava ser refeito. Minha sala ficou bem triste sem ele, na verdade. 😦

20, 21 e 22/01 – Tarefa do fim-de-semana: Um quarto melhor

Fiz uma boa faxina no quarto, tirei poeira de tudo (inclusive da lâmpada e do trilho da cortina), tirei os móveis do lugar para varrer e passar pano embaixo deles e aproveitei para realizar algumas tarefas que estava enrolando há um tempo, como lavar meus travesseiros e as capas das almofadas.

23/01 – Fique em dia com as tarefas

Aproveitei o dia para finalmente completar minha tarefa do dia 18: depois de meses enrolando, pendurei meus quadros e pôsters na parede da sala.

24/01 – “Ataque” ao banheiro

Foi uma tarefa difícil para uma terça-feira, mas como já tinha lavado a cortina do box, o tapete e as toalhas no fim de semana, só precisei esfregar os rejuntes, limpar as paredes de azulejo e lavar o chão.

25/01 – Área de chegada

A tarefa do dia é um hábito que já possuo há tempos: ter um lugar específico da casa para armazenar chaves, correspondências e bolsas/sacolas assim que chego em casa. Esse lugar, preferencialmente, deveria ser na entrada, mas não tenho espaço, então guardo tudo direto no meu quarto. Tenho até uma bandeja de cartas para isso. Apenas as chaves ficam na sala, no porta-chaves que eu fiz.

26/01 – Limpeza das superfícies

A tarefa pedia que guardássemos tudo o que estava fora de lugar, jogado em mesas ou no chão, mas eu nem precisei fazer nada porque tudo já estava no lugar. Sucesso!

27, 28 e 29/01 – Tarefa do fim-de-semana: Esvazie a caixa de saída

Levei todas as roupas que retirei do armário na limpeza desse ano para doação.

30/01 – Continue o bom trabalho

Por fim, o que precisamos fazer é continuar com hábitos que adotamos durante o desafio. A lista de projetos de melhoria para o apartamento é algo que vou aproveitar com certeza! Além disso, as tarefas de limpeza são ótimos guias para quando preciso fazer uma faxina mais pesada, vou consultar sempre.


Está aí um desafio que adorei participar. Fiz muita coisa que estava enrolando para fazer, consegui cumprir os prazos e, de quebra, deixei meu apartamento ainda melhor. Vou participar todo ano, com certeza!

Anúncios

4 comentários sobre “Desafio: a Cura de Janeiro

  1. Oi, Bárbara! Tudo bem?
    Uau, achei interessantíssimo seu desafio. É incrível como sempre pensamos “não tenho tempo pra nada” mas, na verdade, se tirarmos alguns minutos por dia conseguimos fazer bastante coisa, não?

    Tenho uma pergunta pra você: eu pretendo morar sozinha no ano que vem (e isso quer dizer pagar aluguel), porém tenho um objetivo de médio prazo que é financiar um apartamento próprio. Gostaria de saber se este é o seu caso e, se sim, como você faz para conciliar o pagamento do aluguel e a manutenção de uma “poupança” para dar de entrada no financiamento. Você vê o aluguel como um ralo de dinheiro?

    Obrigada por enquanto e, mais uma vez, o post ficou muito agradável.
    Beijos!

    • Oi Larissa, obrigada por comentar! Realmente, em algumas ocasiões a falta de tempo pode ser resolvida apenas com um pouco de dedicação e mudança de prioridades. O desafio me ajudou bastante com isso.

      Quanto à sua pergunta: quando comecei a morar sozinha eu tinha a intenção de financiar um apartamento, mas acabei desistindo. Ainda não estou certa dos meus planos de vida a longo prazo, então preferi juntar dinheiro para uma reserva que me desse um pouco mais de segurança, ao invés de começar a financiar um imóvel. Além disso, já estou comprometida com o FIES e quero pagá-lo antes de considerar outro financiamento.

      De qualquer forma, eu junto dinheiro sim, mas para outros propósitos. Consegui alugar um apartamento por um preço razoável, e minhas despesas mensais com ele não passam muito de 30% do meu salário (dizem que é o teto ideal para esse tipo de gasto). Nos últimos dois anos, consegui poupar entre 30-40% do que ganho por mês, porque economizava bastante nos gastos não-essenciais (roupas, coisas para a casa, etc). É importante ter gastos fixos baixos, cortar supérfluos e economizar o máximo possível, definir a porcentagem que você quer guardar para a compra do apartamento e já separá-la assim que receber.

      Não vou mentir, o aluguel pesa no meu orçamento, mas tudo é questão de saber administrar e definir prioridades. Eu poderia morar em uma república, pagando metade do que pago hoje (e sem gastar com móveis e eletrodomésticos), mas morar sozinha, ter meu canto (ainda que não seja meu mesmo 😄 ) era uma coisa da qual eu não quis abrir mão. Ainda assim, eu fiz tudo dentro das minhas possibilidades: moro num micro-apê, mas o aluguel não consome a maior parte da minha renda e me permite economizar para outras coisas.

      Você lê sites de finanças? Se não lê, tem uns que eu gosto bastante e tem boas dicas de economia:

      http://www.financasfemininas.uol.com.br
      http://www.valoresreais.com
      http://www.clubedospoupadores.com

      Por fim, boa sorte com sua decisão morar sozinha ano que vem! Espero que dê tudo certo para você. Abraços!

  2. Adoro ideias assim! Amo destralhar a casa…kkkkkk.. Acho que já disse isso aqui em outro cometário. Mas realmente acho que ajuda a circular o ar dentro da casa. E também acredito que os objetos adquirem nossas energias que precisam ser renovadas de vez em quando. Por isso também no que a Marie Kondo diz sobre agradecer as coisas que você vai doar para que elas possam ter uma nova moradia feliz e trazer aquele mesmo tipo de energia positiva para os novos donos.

    • Sim, destralhar é ótimo, parece que deixa tudo mais leve… Não acredito nessas coisas de energia e afins, mas só o fato de você deixar a casa mais organizada, sem tralhas e ajudar quem precisa com as doações, é uma boa coisa pra mim!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s