DIY – Decorando uma parede com estêncil

Na sala/copa do meu apartamento tinha uma parede vazia, e eu fiquei um bom tempo encucada sobre como poderia decorá-la. Minha ideia inicial era colocar um papel de parede bem lindo e colorido, mas ficaria caro demais, então desisti. Depois de muita pesquisa e de ter mil ideias e desistir delas logo depois, resolvi usar a técnica do estêncil.

Me baseei neste tutorial para fazer tudo. Só não quis fazer meu próprio molde, pois não tenho nenhuma habilidade para recortar! Comprei um molde próprio para estêncil em uma loja de artesanato.

Sem mais delongas, as fotos do processo:

Antes: a parede vazia, com o molde do estêncil

Antes: a parede vazia, com o molde do estêncil

 

Depois:  a parede lindamente decorada! :)

Depois: a parede lindamente decorada! 🙂

Detalhe do desenho

Detalhe do desenho

Eu amei o resultado, apesar de não ter ficado perfeito. A linha do alto ficou um pouquinho torta, e sobrou bastante espaço na parte de baixo. Mesmo assim, acho que foi um trabalho muito bom para uma principiante!

Além de tudo, essa decoração foi extremamente barata. O molde custou R$ 4,00 e a tinta spray, R$ 18,00! Se fosse aplicar papel de parede, não sairia por menos de duzentos reais. Estou muito satisfeita!

DIY – Terrário

Ultimamente eu vinha sentindo um pouco de falta de “verde” no meu apartamento – fui criada em uma casa com quintal (“terreiro”, aqui em MG), com pés de frutas e ervas de chá e terra e etc, mas desde quando vim para BH não tive mais nem um vasinho em casa, principalmente por falta de tempo e de jeito para cuidar de plantas.

Minha ideia era ter pelo menos um vaso de flores na sala, mas flores são complicadas porque exigem cuidados específicos e luz direta, coisa que não tem no meu apartamento (ele é bem iluminado durante o dia, mas só com luz indireta). Um dia, enquanto olhava alguns painéis no Pinterest, vi um post sobre terrários, adorei a ideia e decidi que faria um.

Existem vários tutoriais e dicas na internet, eu me baseei neste do blog Encantada Home & Decor. Escolhi fazer meu terrário com cactos e suculentas, justamente porque esses tipos de planta exigem poucos cuidados e não precisam tomar muito sol – são praticamente à prova de gente como eu, que não sabe cuidar de plantas! 😀 E além disso, eu sempre achei suculentas e cactos lindos.

Os materiais são bem fáceis de achar e baratos, com exceção das mudas. Eu comprei 5 (2 cactos, 3 suculentas), que me custaram aproximadamente R$ 35 no total. Quem já tem plantas em casa e for usá-las para fazer um terrário vai economizar bastante nessa parte.

Depois de passar um pequeno sufoco para colocar as plantinhas no lugar (eu realmente não sei plantar, gente, que vergonha), o resultado foi esse:

collage

Meu terrário ❤

Estou satisfeita, acho que meu terrário ficou bem lindo. Li na internet que terrários duram de 2 a 3 anos, espero que consiga cuidar direitinho do meu e que ele viva bastante!

 

DIY – Decoração com washi tapes

Washi tape é um tipo de fita adesiva estampada, muito usada para decoração, scrapbooking, etc. É bastante popular nos EUA, mas aqui no Brasil é um pouco difícil de achar em lojas físicas, e infelizmente custa um pouco caro (de R$ 8 a R$ 15 por rolo, aproximadamente).

Quando estava procurando “inspirações” para decorar meus objetos de escritório, vi alguns posts sobre artesanato com washi tapes e resolvi usá-las também. Como comprar apenas 1 rolo pela internet ficaria caro, comprei três, já com a intenção de decorar outras coisas. Comprei as fitas na Staples, foi o lugar mais barato onde achei, com boas opções de estampas.

Decorei dois objetos: uma bandeja de madeira e a tampa de uma caixinha de alumínio.

A bandeja era comum, de bambu, mas eu a achava bem sem-graça, e já estava procurando um jeito de deixá-la mais bonita quando achei a ideia de forrar o fundo com washi tape. No tutorial que li diziam para finalizar com uma camada de mistura de cola+água, mas como eu não tinha cola líquida nem pincel, só colei as fitas. Mesmo passando pano (ligeiramente) úmido para limpar a bandeja, as washis felizmente ainda não descolaram. 🙂

Bandeja forrada com washi tape. Infelizmente esqueci de tirar foto do "antes".

Bandeja forrada com washi tape. Infelizmente esqueci de tirar foto do “antes”.

A caixinha de alumínio já é bem bonitinha, mas eu não gostava da “propaganda” na tampa (era uma caixa da Granado, que veio com um conjunto de esmaltes). A fita que usei para forrar é um pouquinho transparente, mas isso não atrapalhou o trabalho.

Caixinha de costura, antes e depois de

Caixinha de costura, antes e depois

Depois de todo o trabalho, nenhum dos três rolos de washi tape acabou. Vou deixá-los guardados para futuros projetos. 😀

No blog Academia Craft tem inúmeras dicas de como usar as washi tapes. A dona do blog também tem uma lojinha de materiais para artesanato. Quem quiser mais ideias de decoração pode olhar aqui ou procurar no Pinterest.

Decorando meu cantinho do computador

Meu último “projeto de decoração” foi a parte do meu quarto em que fica a mesa do computador. Eu queria que essa área ficasse mais organizada, por isso comprei um quadro de cortiça para colocar lembretes e uma bandeja de MDF para deixar as correspondências. O resto (porta-lápis, lixeira, porta-clipes e alfinetes) eu já tinha, mas como eram bem antigos eu precisei decorá-los.

Para pintar os objetos eu usei tinta spray. Cabe aqui o aviso: NUNCA usem esse tipo de tinta dentro de casa! Mesmo cobrindo o chão e a mesa com jornal, as partículas de tinta se espalham para todos os lados, e eu acabei tendo que esfregar tinta azul até do meu criado-mudo, sendo que fiz o trabalho na sala. Eu pintei a lixeira, o porta-lápis, a bandeja e as bordas do quadro de cortiça (sim, queria tudo combinando). Peguei várias dicas boas sobre pintura com tinta spray (e outros DIYs) nesse blog.

O acabamento dos objetos eu fiz com washi tapes (vou falar dessas fitas adesivas em outro post). Revesti metade da lixeira e do porta-lápis com a fita, e todo o porta-clipes e o porta-alfinetes. Queria forrar o fundo da bandeja também, mas a fita não colou, acho que por causa da tinta. Ainda assim, ficou bem legal! Os resultados vocês podem ver nas fotos:

collage_20150415113817046

Porta-clipes e porta-alfinetes, revestidos com washi tape

collage_20150415113905867

Porta-lápis

collage_20150415113950377

Bandeja de MDF que uso para colocar a correspondência

DSC_0095

A lixeira

DSC_0101

Como ficou a minha escrivaninha

DSC_0094

Meu cantinho do computador, redecorado

 Peço desculpas pelas fotos ruins, mas a câmera do meu celular é péssima… As cores não estão bem definidas nas imagens, mas já dá para ter uma ideia. Não sei se alguém lembra, mas a lixeira era revestida com contact, mudei a decoração dela para combinar com os outros objetos.

DIY – Tigelas decoradas

O segundo projeto de faça-você-mesmo desse mês (estive inspirada!) é bem mais simples que o primeiro. Tigelas (que o pessoal também chama de “bowls”, não sei qual a necessidade) decoradas estão na moda também, mas costumam ser caras. A boa notícia é que é bem fácil decorá-las – se elas forem de louça, é só usar essas canetas que escrevem em CD!

Comprei quatro tigelinhas brancas e quis decorá-las com bolinhas. Como não sei desenhar, usei adesivos reforçadores para folhas de fichário como molde: colei os adesivos aleatoriamente nas tigelas, desenhei as bolinhas, esperei um pouco e tirei os adesivos.

DSC_0084

Tigelas com os adesivos de molde

Para fixar os desenhos, deixei as tigelas “assando” no forno por 20 minutos (é o que recomendam nos tutoriais que li). Pronto! Tigelas simpaticamente decoradas!

DSC_0085

Resultado! ❤

Quem é mais artista pode se aventurar e desenhar livremente, ou usar outros tipos de adesivo como moldes, usar canetas coloridas… Enfim, são inúmeras possibilidades. Pode-se utilizar essa técnica para tigelas, xícaras e outros objetos de louça. Um tutorial bom: DIY Sharpie Mugs

DIY – Porta chaves

Depois que passei a morar sozinha, me deparei com o seguinte problema: como decorar a minha casa e deixá-la bonita sem gastar fortunas? Uma das respostas que encontrei foi improvisar e fazer eu mesma o que quero (quando é possível), e foi assim que “nasceu” meu porta chaves.

Existe um tipo de arte/estampa que está bem na moda, que vejo em blogs gringos com o nome de “dictionary print”, e consiste apenas em uma figura impressa em uma página de dicionário/livro antigo. Vende bastante no Etsy, e bem caro.

Um exemplo de “dictionary print”, do Etsy. Link na imagem.

Eu acho este estilo de estampa bem bonito, e minha ideia era ter um porta chaves assim, mas não queria/podia comprar, então resolvi fazer um. Só precisei de um porta-retrato, um dicionário velho e ganchinhos.

O porta-retrato eu comprei em uma loja de produtos em MDF para artesanato. Custou R$ 7,90, só precisei pintar. Achar um dicionário velho também foi fácil, na casa da minha mãe tem um super antigo, que foi do meu avô! Ele não era usado há anos e estava bem estragadinho. Peguei uma imagem de chaves antigas na internet, configurei o tamanho certo e imprimi direto em uma folha que tirei do dicionário. Não é nada complicado. Aproveitei para pintar o porta-retrato com as tintas e pincéis da minha mãe também (ela faz vários tipos de artesanato).

DSCN0973

Dicionário de onde tirei a página

DSCN0970

Figura impressa na página de dicionário

Depois, coloquei os ganchos no porta-retrato (primeiro furei buracos pequenos com um prego e depois enrosquei os ganchinhos). Por fim, coloquei a folha com a imagem, ajustei as bordas, preguei o porta-retrato na parede e pronto! Já tenho um porta chave!

DSC_0084

Porta chaves pronto!

Para quem gostou, Indico esses tutoriais:

Novo jeito de organizar os meus temperos

Fiz um post há um tempo mostrando como eu organizava os temperos na cozinha. Era um jeito prático, mas com o tempo comecei a ter problemas porque o conteúdo dos pacotes de tempero nunca cabiam completamente nas caixinhas, então os restos nos pacotes ficavam misturados com as caixas, o que acabava causando sujeira e desorganização.

Antes de mudar, eu resolvi manter os temperos dentro dos pacotes até achar uma organização melhor. Até então eles estavam assim:

collage_20150105215749423_20150105215822862

Na internet existem vários posts em vários sites mostrando jeitos interessantes de organizar temperos. Os que me deram mais inspiração foram estes dois posts do site Apartment Therapy:

Resolvi que iria armazenar os condimentos em potinhos de vidro com tampas metálicas, e estes potinhos ficariam dentro de uma caixa organizadora. Comprei os vidrinhos em um site que vendia produtos para artesanato no atacado. Os produtos são bons, mas o pessoal que vendeu deixou a desejar: embalaram tão mal que alguns vidros vieram quebrados!

A cesta organizadora eu comprei nas Lojas Americanas, a grande custou R$ 8,99. É de plástico, mas é resistente.

Limpei os vidros e fui colocando os temperos e escrevendo os nomes nas tampas de cada um (com uma daquelas canetas Pilot para escrever em CD). O resultado final foi esse:

collage_20150105215928969

Como ainda tinha espaço na cestinha, coloquei outros condimentos maiores que costumo usar, para ficar tudo junto. Ficou assim:

collage_20150105220026950

Gostei muito dessa nova organização, cabe direitinho no armário da cozinha, e mantém os temperos juntos. Ainda tenho 6 potinhos de vidro sobrando, devo usar mais uns dois e manter os outros de reserva, caso algum quebre.

DIY – Caixa de chás

No post sobre “futilidades domésticas”, eu disse que sempre quis de ter uma caixa de chás. Estava de olho naquela da Twinnings, e até queria “me dar” de presente de aniversário, mas meu namorado foi mais rápido e comprou uma caixinha super fofa para mim, com entalhe de um bule e duas xícaras, e quatro divisórias para colocar os chás.

Como a caixa é de MDF e estava sem pintar, aproveitei as férias e a minha “vibe DIY” para decorá-la também. Não fiz nada muito diferente, só pintei de verde (acho que é uma cor que combina com chás), mas achei que ficou uma gracinha também.

Nas fotos abaixo, a caixa já pintada (esqueci de tirar uma foto de antes de pintar!)

20140821_225450

20140821_225505

DIY – Caixinha para bijuterias

o projeto de “faça-você-mesmo” que eu adotei nessas férias foi o de decorar uma caixa para bijuterias. A que eu tinha era de papelão, muito gasta e antiga (tinha desde criança!). Minha intenção era comprar uma nova, mas todas as que eu vi estavam muito caras – justamente por causa da decoração – então resolvi “fazer” a minha.

A caixinha que usei para decorar é feita em madeira MDF, comprei no Mercado Central de BH. Foi muito barata, custou R$ 12,00 e tem várias divisórias. Para decorar, eu usei tinta acrílica para artesanato e papel de scrapbook dupla-face.

20140724_174452

Caixa de madeira MDF, sem decoração.

20140724_174557

Papel de scrapbook dupla-face, com tema de “Alice no País das Maravilhas” 🙂

O procedimento foi bem simples, mas um pouco demorado: primeiro, eu tirei as medidas e cortei os papéis no tamanho que eu precisaria para forrar os lados da caixa. Depois eu pintei as divisórias, as partes internas e as bordas da caixa (onde eu não colaria o papel). Após horas de pintura e secagem da tinta, colei os papéis na parte interna da caixa e da tampa, e logo depois na parte externa. Deixei secar por mais um tempo e, por fim, passei cola sobre o papel na parte externa para firmar.

O resultado, que eu adorei, é este:

image

Organizando temperos de um jeito diferente

Já que cozinho bastante, gosto de ter uma variedade maior de temperos em casa, para tipos diferentes de comida. Eu costumava guardar todos os saquinhos de tempero em um pote de plástico (desses de sorvete), fechados com aqueles araminhos, mas à medida em que eu ia usando os saquinhos rasgavam, os temperos começavam a entornar e era uma sujeira danada… Até que um dia vi isto no Tumblr (tag “life hacks”, melhor tag) :

Temperos em caixinhas de Tic-Tac – GENIAL

Achei genial e resolvi fazer a mesma coisa. Toda semana, quando ia ao supermercado, comprava uma caixinha de Tic-Tac e guardava (depois de comer todas as balas, claro). Quando juntei 9, lavei todas e transferi os temperos de seus pacotinhos para as caixinhas. Ficaram assim:

As etiquetas eu fiz com aqueles adesivos para caderno: escrevi os nomes dos condimentos, recortei e colei. Não ficaram bonitas, seria melhor fazer no computador e imprimir, mas eu não tenho impressora em casa. A gente se vira como pode, né?

Os temperos que sobraram ficaram nos pacotes. Continuo guardando essas caixinhas no mesmo pote de plástico, que agora está muito mais organizado! Vou continuar juntando mais embalagens de Tic-Tac para outros temperos.