Desafio: R$250 de alimentação em Agosto – Considerações finais

Como vocês já sabem, a meta do desafio foi ultrapassada na Semana 3. Durante a última semana de Agosto (dia 24 a 31), gastei um total de  R$ 94, 93 reais com alimentação, divididos em: compras no supermercado/sacolão, gastos com restaurante e fast-food também. O total do meu gasto com comida, portanto, foi de R$ 374,96. Bem mais do que a meta estabelecida, mas menos que em Julho, o que é bom. O total dos gastos com cada setor foi de:

  • R$ 139,49 com compras no supermercado
  • R$  140,12 em restaurantes
  • R$ 95,35 em fast-food e lanches

O que eu aprendi com o desafio:

O que pesa no meu orçamento são duas coisas: comer em restaurantes (por causa do trabalho) e fast-food. Para diminuir o primeiro, só mesmo comprando uma marmita e levando comida de casa, e é isso mesmo o que eu estou pensando em fazer. O segundo gasto tem duas influências principais – uma é a preguiça de cozinhar às vezes, a outra é sair com o namorado, a gente sempre acaba comendo na rua mesmo, o que é difícil evitar. Mas dá para gastar menos, sim.

Uma coisa boa que resultou do desafio foi que eu aboli os refrigerantes na hora do almoço. É mais saudável e mais barato! Também não estou mais comprando lanches para comer à tarde no trabalho (levo de casa), outra economia.

Ainda preciso superar a preguiça de fazer comida e a tentação de parar no McDonald’s/Subway para comprar o “almoço” ou a “janta”.

Espero continuar com o bom trabalho em Setembro! 🙂

Anúncios

Desafio: R$250 de alimentação em Agosto – Semana 3

Semana 3 – 17/08 a 23/08
18/08 – Almoço – R$ 23,55
22/08 – Lanche – R$ 8,80; Sacolão – R$ 5,47; Supermercado – R$ 24,78
23/08 – McDonald’s – R$ 20,50
Total dos gastos na Semana 3: R$ 83,10
Total dos gastos do mês: R$ 282,07
Argh! Meu desafio já era! 😦
Ok, confesso que fui bem negligente nessa terceira semana: dia 18 fui fazer umas compras no shopping e acabei almoçando por lá, daí a refeição caríssima. Nesse mesmo dia, aproveitei as férias e fui para a casa da minha mãe, e voltei no dia 22. E então aconteceu um desastre: cheguei em casa e vi que a minha geladeira tinha desligado durante esses dias em que eu estive fora. Perdi TODA a comida que tinha nela! Foi um horror, as coisas mofaram… Passei o início da noite  lavando a geladeira. Mais tarde fiz compras mas a preguiça de cozinhar me impulsionou a pedir um hambúrguer na lanchonete do bairro. No sábado eu fui ao cinema e saí de lá morrendo de fome, então passei no McDonald’s para comer. E assim estourei o meu limite de gastos do desafio!
Ainda vou continuar contando os gastos da última semana, e depois faço um post sobre o que eu aprendi com o desafio, e como posso gastar menos com alimentação (desnecessária, tipo fast-food).

Desafio: R$250 de alimentação em Agosto – Semana 2

Continuando o desafio, esses foram os gastos da segunda semana de Agosto:
Semana 2 – 10/08 a 16/08
11/08 – Supermercado – R$ 6,37
12/08 – Almoço –  R$ 11,18
13/08 – Almoço – R$ 11,48
14/08 – Almoço – R$ 11,66
Total dos gastos na Semana 2: R$ 40,69
Total dos gastos do mês: R$ 198,97
 Observações:
  • No dia 15/08 não gastei com almoço porque foi feriado em BH, então comi em casa;
  • Em compensação, no dia 16/08 tive um super gasto extra: foi meu aniversário, então reuni meus amigos em um bar para comemorar. Gastei R$ 50 nesse dia, mas não só com comida e bebida, já que eles cobram a taxa de serviços dos garçons, e etc. Não vou colocar esse valor no desafio porque foi uma ocasião especial, né?

Agora estou de férias, devo gastar muito menos com almoço fora, mas a conta do supermercado deve aumentar. Vamos ver se consigo me manter nos R$ 250!

Desafio: R$250 de alimentação em Agosto – Semana 1

Aí estão os gastos com alimentação referentes à primeira semana de Agosto. A minha primeira semana tem, na verdade, nove dias, porque não quis “picar” os dois primeiros dias do mês.

Semana 1 – 01/08 a 09/08

01/08 – Almoço – R$ 17,76
04/08 – Almoço – R$ 7,77;  Padaria – R$ 11,45
05/08 – Almoço – R$ 10,34
06/08 – Almoço – R$ 11,66
07/08 – Almoço – R$ 11,80;  Supermercado – R$ 6,48
08/08 – McDonald’s – R$ 19,00;  Habib’s – 21,42
09/08 – Sacolão – R$14,79;  Supermercado – R$ 25,81

Total dos gastos na Semana 1: R$ 158,28

Vou confessar que já estou desanimada com o desafio. Só na primeira semana eu já gastei mais da metade do valor total estipulado! Eu até consegui parar de comprar lanches (trago de casa para o trabalho), mas as saídas me quebraram um pouco. No dia 04, encontrei com amigas em uma padaria, e os lanches lá eram relativamente caros. E no dia 08, já errei almoçando no McDonald’s, mas estava com pressa… E à noite, saí com meu namorado, mas como ele estava sem grana acabei pagando o lanche para os dois (mais fast-food). Lá se vai a economia da semana!

Mas não vou largar o desafio ainda, pessoal. Espero gastar menos na Semana 2!

Desafio: gastar apenas R$ 250 em comida no mês de Agosto

Nada como um desafio para animar as coisas! 😀

Ontem vi esse post no site Commidas e gostei tanto da ideia que resolvi copiar. Os donos do site propuseram o “DESAFIO R$ 300”: gastar apenas trezentos reais com refeições para duas pessoas durante todo o mês de Agosto.

O principal motivo para eu querer adotar o desafio também é que meus gastos com alimentação andam MUITO altos. Só neste mês de Junho – que ainda não acabou –  gastei R$ 417,23 com alimentação, sendo:

  • R$ 140, 90 com compras no supermercado
  • R$ 157,03 em restaurantes
  • R$ 119,30 em fast-food e lanchinhos

Os gastos com supermercado não estão tão absurdos, meu problema são os gastos com “comer fora”. Agora que fui contratada e estou trabalhando 8h/dia, não posso mais almoçar em casa. Para piorar, não posso trazer marmita para o serviço porque o microondas não funciona mais e – pasmem! – não tem lugar para comer na empresa. Nem copa, nem cozinha, nada. Acabo almoçando em restaurantes próximos ao trabalho mesmo. E como trabalho em um bairro de classe média, a comida costuma ser cara.

Os lanches então, nem se fala! Costumo trazer algo para comer à tarde, biscoitos ou coisas assim, mas às vezes fico com fome e acabo comprando um salgado, um chips ou um chocolate em padarias ou lanchonetes, o que também não sai barato.

Minha intenção, com esse desafio, é diminuir os gastos com alimentação sem comer menos, e consumir alimentos mais saudáveis. Por exemplo:  vou continuar almoçando em restaurantes, mas vou eliminar os refrigerantes que costumo tomar. Vou preparar lanches melhores em casa, para não ficar com fome e ter que recorrer ao “chocolatinho da padaria”, e assim por diante.

Outro fator que preciso observar é que entro de férias no meio do mês: não vou gastar com almoço fora por 15 dias, mas também costumo sair mais quando estou de folga, então vou ter que redobrar a atenção com os gastos neste período.

É isso aí, vamos ver se dou conta!