Definindo um “estilo-assinatura” (Parte III)

No primeiro post dessa série, eu  falei sobre o conceito de signature looks. No segundo, mostrei o passo-a-passo de criação de um uniforme para mim. Agora nesse último post vou analisar o quanto o meu guarda-roupa atual reflete esse estilo ideal. Os próximos tópicos detalham a composição do meu estilo atual.

Principais elementos

Levando em conta tanto a quantidade de peças quanto a frequência de uso, os principais itens do meu guarda-roupa são os seguintes:

  • Calças jeans skinny
  • Camisa estampada/listrada de manga curta
  • Camisa lisa de manga curta
  • Cardigã
  • Jaqueta tipo couro
  • Saia longa
  • Vestido longo
  • All Star
  • Sapato Oxford
  • Sapatilha

Paleta de cores:

colourpalettes_template

Enquanto analisava o meu armário, fiquei chocada com o quanto minhas roupas são azuis! Quase não tenho roupas nas cores que não são as cores base ou complementares dessa paleta. Mesmo as cores secundárias tem representação mínima, por exemplo: tenho só duas peças de roupa vermelhas e duas na cor rosa.

Adequação às necessidades diárias:

Como mencionei no segundo post, a maioria das minhas roupas é casual e minhas necessidades diárias são bem atendidas por esse tipo de vestimenta.

Uniforme com 5 componentes:

No meu dia-a-dia, a composição que mais uso é assim:

  • Proporção: calça jeans skinny + camisa estampada + All Star
  • Cores: azul marinho, preto, cinza, vermelho
  • Acessórios: mochila, faixa de cabelo, óculos de grau
  • Cabelo e maquiagem: cabelo solto ou rabo-de-cavalo, sem maquiagem
  • Detalhes: estampas “nerds”, brincos pequenos, esmalte de cor escura

Comparando minhas inspirações, o conteúdo do meu guarda-roupa e meu uniforme para o cotidiano, dá para perceber que eles são praticamente iguais. Acho que a maior diferença é na paleta de cores, mas ainda assim as cores-base são as mesmas.

Fiquei bem feliz com essa constatação! Pode parecer bobagem ou até futilidade para alguns, mas ter um guarda-roupa que está de acordo com meus gostos e minha personalidade é, na verdade, um indicador de que a minha vida está mais simples – não me preocupo se X ou Y está na moda, não loto meu armário com itens “que toda mulher deveria ter” sem gostar deles, não gasto dinheiro com peças que não me agradam totalmente. E o melhor de tudo: faz tempo que não tenho aquela péssima sensação de não ter nada para vestir.

Espero que tenham gostado dessa série de posts. Para quem pretende simplificar o guarda-roupa (ou está passando por esse processo), recomendo bastante o Into Mind e os outros links que acrescentei no primeiro no segundo texto. Podem falar sobre o estilo de vocês nos comentários também, vou adorar ler!

Definindo um “estilo-assinatura” (Parte II)

No primeiro post dessa série, falei sobre o conceito de signature looks e sobre como eu pretendia usar o guia do blog Into Mind para criar um estilo ideal para mim. A criação desse estilo é o assunto do post de hoje.

Para criar o meu uniforme, segui o passo-a-passo descrito no post  Developing a Signature Look: The Complete Guide {Part II}, do Into Mind. Vamos a eles!

Passo 1: Redefina seu conceito de estilo

A recomendação do blog é que, nesse primeiro passo, é preciso buscar inspiração e reunir várias imagens para montar um conceito de estilo. A melhor forma que achei para fazer isso foi através do Pinterest. Criei duas pastas, uma para armazenar looks para o tempo quente e outra para o tempo frio, e fui pesquisando e adicionando tudo o que me agradava nessas pastas. Aqui está uma amostra das minhas inspirações.

Inspirações:

Principais elementos: 

  • Calça jeans skinny
  • Short jeans
  • Camisa estampada/listrada
  • Camiseta larga
  • Camisa de manga comprida
  • Cardigã
  • Casaco de lã
  • Jaqueta de couro
  • Suéter
  • Vestido longo
  • Vestido na altura dos joelhos
  • Saia longa
  • All Star
  • Sandália rasteira
  • Sapatilhas
  • Botas de cano curto
  • Sapato oxford

Paleta de Cores:

colourpalettes_hiver2


Passo 2: Descubra as necessidades do seu guarda-roupa

Dizem que seu guarda-roupa precisa se adequar ao seu dia-a-dia. Analisando a minha semana, as principais ocasiões para as quais eu preciso me vestir são trabalho, academia e saídas casuais. Felizmente, meu ambiente de trabalho é informal, então a grande maioria das minhas roupas pode ser casual.


Passo 3: Construa um estilo-assinatura com 5 componentes

Seguindo as dicas do Into Mind e os looks que escolhi no Pinterest, defini um estilo-assinatura ideal composto pelo seguinte:

  1. Proporções:
    • calça jeans skinny + camisa estampada + All Star
    • calça jeans skinny + camisa  + cardigã + sapato oxford
  2. Cores: azul marinho, preto, cinza, marrom, vinho, creme
  3. Acessórios: bolsa pequena a tiracolo ou bolsa média, cinto, colar grande com pedrarias, faixa de cabelo, óculos de sol
  4. Cabelo e maquiagem: cabelo solto/rabo de cavalo, nenhuma maquiagem
  5. Detalhes: listras, acessórios com cores que combinam com a roupa ou entre si, poucas ou nenhuma bijuteria

Passo 4: Componha o seu uniforme

Essa etapa vai ser um pouco diferente. Ao invés de seguir o que foi dito no blog – criar combinações e comprar itens que defini como ideais – vou analisar o meu guarda-roupa e meu estilo diário e verificar o quanto ele tem a ver com o meu estilo-assinatura “perfeito”.

O resultado sai no próximo post!


Links interessantes:

Definindo um “estilo-assinatura” (Parte I)

Há pouco tempo li no blog Into Mind dois posts* sobre como criar um signature look (na tradução literal, estilo-assinatura): um look que reuniria todos os principais elementos do seu estilo pessoal. Nas palavras da própria Anuschka, dona do blog, é “a roupa que você usaria se fosse um personagem de desenho animado”.

Não conhecia o conceito e adorei antes mesmo de terminar de ler os posts. Seria tão bom se eu tivesse essas informações antes de começar a montar meu guarda-roupa minimalista! Eu teria realizado todo o processo com uma definição melhor do meu estilo na cabeça, com menos tentativa e erro.

Um estilo-assinatura tem muito a ver com minimalismo pelos seguintes motivos:

  • Ao conhecer seus gostos, você pode direcionar suas compras e adquirir apenas peças que vai usar efetivamente. Nada de comprar coisas da moda, perceber que elas não tem a ver com seu estilo e esquecer no armário.
  • Você pode ter um guardar-roupa funcional com menos peças e, consequentemente, mais organizado.
  • Você perde menos tempo escolhendo roupas porque já tem uma base definida (o seu “uniforme”) e a maioria dos itens do seu armário combinam entre si.

Em resumo: além de ter um estilo definido por seus próprios gostos e que reflete a sua personalidade, você economiza tempo, dinheiro e espaço. Só vejo vantagens!

Como a Anuschka já esclareceu, ter um signature look não significa usar o mesmo tipo de roupa todo santo dia (como o Steve Jobs) mas sim estabelecer um conceito, trabalhar com ele e suas variações. Eu, por exemplo, uso o trio jeans-camiseta-tênis quase todos os dias, mas vario cores, cortes de calça e camisa, acessórios…

Eu mencionei anteriormente que já tinha montado todo o meu guarda-roupa quando li os posts, mas ainda assim quis adotar esse conceito e verificar se as roupas que eu possuo realmente refletem a minha personalidade e meus gostos. Mas para não fazer um post enorme, resolvi dividir todo esse processo em três partes: além deste primeiro texto de introdução, farei um sobre a definição do meu estilo-assinatura (segundo o método proposto pelo Into Mind) e outro com uma avaliação do meu guarda-roupa atual, comparado com a inspiração.

Os posts sairão nas próximas semanas, mas quem tiver se interessado pelo tema pode ler os seguintes textos:

  1. O seu look como a assinatura do seu estilo
  2. Developing a Signature Look: The Complete Guide {Part I} *(Into Mind)
  3. Developing a Signature Look: The Complete Guide {Part II} *(Into Mind)
  4. How To Create Your Own (Quick but Powerful!) Style Profile