Adeus, meus livros

Eu sempre adorei ler, desde criança. Costumava ir toda semana à biblioteca da minha cidade (sim, só tinha uma) para pegar livros emprestados – comprar não era uma opção, por causa dos preços altos. Eu amava circular pelas estantes, passava um tempão avaliando as centenas de opções até escolher a leitura da vez.

Depois que comecei a faculdade, pegava muitos livros emprestados na biblioteca de lá. Os alunos tinham um limite de 4 livros, então entre os meus empréstimos sempre havia espaço para pelo menos um livro de ficção. Quando passei a fazer estágio, passei também a comprar um ou outro livro que queria ler mas não tinha na PUC. Acumulei alguns livros e, depois de um tempo, comecei a reparar no problema: depois de lidos, eles ficavam parados na estante da casa da minha mãe (na república onde eu morava não havia espaço), eu nunca os relia, raramente outras pessoas pegavam para ler também.

Quando comprei o Kindle, parei totalmente de comprar livros de papel, mas só agora resolvi desapegar dos que eu já tinha.

Alguns livros foram para o meu namorado (dei de presente os três volumes do quadrinho Scott Pilgrim Contra o Mundo,  mas os cinco livros das Crônicas de Gelo e Fogo eu vendi 😀 ). Outros, vendi para uma amiga (O Silmarillion e uma versão mangá de O Retorno de Jedi). Agora o restante, que são esses da foto, pus à venda na minha lojinha do Enjoei.

20160511_210034

Livros para desapegar

Eu não me importo, necessariamente, em ter livros, apenas gosto de lê-los. Na verdade, comprar livros para deixá-los “mofando” na estante me incomoda muito, então é provável que eu siga minha vida sem ter livros de papel em casa.


E agora, uma propagandinha básica: estou vendendo baratinho esses livros no Enjoei! Todos os livros estão muito bem conservados. Quem tiver interesse, dá uma olhada lá!

Livros à venda:

  • Box Millenium, com a trilogia em inglês, do Stieg Larsson
  • Coleção Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams, completa
  • O Homem do Castelo Alto, de Philip K. Dick
  • O Forte, de Bernard Cornwell
  • A Batalha do Apocalipse, de Eduardo Spohr
  • Quadrindo Sin City – A Cidade do Pecado, de Frank Miller

Livros demais?

Quando comprei o kindle, minha intenção era economizar espaço (guardando vários arquivos no dispositivo, sem ocupar estantes) e dinheiro (já que e-books custam bem menos que livros “normais”), e posso dizer que alcancei esses objetivos.

O problema é que a facilidade de conseguir e-books (baixei todos de graça!) me fez acumular livros demais para ler, e essa “obrigação” de leitura começou a me deixar um pouco estressada. Se abro a tela inicial do reader, fico pensando “nossa, ainda preciso ler isso, isso e aquilo”… No momento, tenho 50 e-books no kindle, já li vários, mas a maioria está na minha “lista de espera”. Posso dizer que tenho livros o suficiente para ler o ano inteiro!

Atualmente estou lendo “Eu Sou a Lenda”, de Richard Matheson. Os outros livros que estão no kindle são:

Lidos:

  • Hunger Games (3 livros)
  • It Girl (9 livros)
  • Minority Report
  • O Diário de Anne Frank
  • Podemos Recordar Para Você, Por um Preço Razoável
  • The Gift of Fear: Survival Signals that Protect us from Violence
  • Universo Desconstruído

Não lidos:

  • A Cama na Varanda
  • A Menina Do Vale: Como o empreendedorismo pode mudar sua vida
  • A Torre Negra (7 livros)
  • As Vantagens de Ser Invisível
  • Bruxas Mayfair (3 livros)
  • Clube da Luta
  • Crime e Castigo
  • Crônicas Saxônicas (4 livros, incompleta)
  • Deuses Americanos
  • Harry Potter (7 livros)
  • Inferno
  • O Estranho Caso de Benjamin Button
  • O Retrato de Dorian Gray
  • O Símbolo Perdido
  • The Shriver Report: A Woman’s Nation Pushes Back from the Brink

Observação: alguns títulos estão escritos em inglês porque os livros estão nessa língua, menos Minority Report.

Total:   17 livros lidos X 32 livros para ler

Decidi então que, até terminar de ler todos os que faltam, não vou adicionar mais nenhum livro no kindle – a não ser, é claro, que aconteça um milagre e o George R. R. Martin resolva lançar o 6º livro das Crônicas de Gelo e Fogo ainda em 2014. Enquanto isso, vou aproveitar minhas leituras!

 

Aprendendo a usar o Kindle

Comprei o Kindle há uns meses, mas só agora o estou usando realmente. Terminei todos os livros em papel que tinha para ler, e então comecei a mexer com o e-reader.

Para começar, baixei o Calibre e instalei no meu computador. Para testar o software, selecionei um livro que tinha em .pdf (“The Gift of Fear”, do Gavin De Becker), converti para .mobi e transferi para o Kindle, tudo através do Calibre. A conversão ficou boa, o único problema é que não é possível acessar os capítulos separadamente (a conversão faz com que o livro vire um “bloco” único), mas isso não me incomodou tanto.

Assim que terminei de ler este livro, converti e transferi mais pdf’s para o leitor eletrônico. Aprendi a criar coleções (\o/), estou com duas no aparelho: a série It Girl, da Cecily von Ziegesar  e a coleção Torre Negra, do Stephen King. Tinha esses arquivos no computador há anos e nunca consegui ler, a hora é essa! A conversão desses livros também não ficou muito boa, além do problema com os capítulos, a separação do texto (parágrafos, espaçamentos, etc.) deixou um pouco a desejar, mas já estou me acostumando. O pior problema que encontrei foi que os capítulos ficaram fora de ordem (exemplo: 1,2,3,10,11,25…) em alguns livros, então sempre preciso usar a ferramenta de busca para achar o capítulo que quero ler. Preciso ajustar melhor as configurações de conversão da próxima vez. E nem posso reclamar muito, afinal, estou lendo esses livros de graça…

A capinha e os adaptadores usb/tomada que comprei no Deal Extreme chegaram. A capinha é ótima, o ajuste ficou perfeito e o Kindle entra em espera assim que fecho a tampa, o que ajuda a economizar a bateria. Vi no site uma pessoa reclamando que isso não funcionava para a capa que ela comprou, mas felizmente eu dei sorte. Precisava da capa porque costumo carregar o kindle na mochila e não queria estragar a tela, mas também não queria pagar R$ 300 reais na capinha oficial que vendia no Ponto Frio! Problema resolvido, agora.

Achei vários sites que dão dicas para otimizar o uso do e-reader, mas ainda não tive tempo de ler muita coisa. Sei que não estou aproveitando todos os recursos que aparelho tem para me oferecer, mas ele atende perfeitamente às minhas necessidades nesse momento. Posso dizer que foi uma boa compra!

Finalmente, o Kindle

Enfim, consegui comprar o Kindle Paperwhite que eu tanto queria. Foi meu “presente de aniversário para mim” deste ano, inclusive, já estava previsto como exceção no desafio  Um Ano Sem Compras.

Ao contrário do que eu tinha planejado, não usei o dinheiro da poupança para comprá-lo. Eu ia fazer isso, mas meu dinheiro estava tão bonitinho lá que eu resolvi não mexer nele… Acabei comprando parcelado no cartão de crédito, não sem antes fazer as contas e me certificar de que poderia pagar as parcelas tranquilamente, é claro! Ainda consegui um desconto razoável.

Não comprei a capa protetora porque está custando os olhos da cara, só o kindle mesmo. Mas, como ela é necessária, vou comprar uma capinha genérica e um adaptador USB/tomada no Deal Extreme, os preços estão baixos e os produtos geralmente  são bons; já comprei materiais para os projetos da Engenharia nesse site e fiquei satisfeita com a qualidade.

Ainda preciso aprender a usá-lo, colocar livros, me registrar com a conta da Amazon… Só que não tenho pressa. Não vou mexer muito com ele por enquanto, ainda tenho vários livros em papel (que pego emprestado na biblioteca da PUC) para ler, e comprar livros eletrônicos está fora de cogitação! Primeiro vou converter tooooodos os meus PDFs para o formato que o kindle aceita e ler cada um. Afinal, comprei o e-reader para economizar, não para trazer novos gastos.