Eu não nasci de óculos

Faz mais ou menos dois meses que percebi que a minha visão não estava lá essas coisas. Eu fico praticamente o dia todo na frente do computador (na faculdade de manhã, no trabalho à tarde e em casa à noite!), e notei que às vezes eu enxergava meio embaçado e precisava fazer um esforço maior para ler o que estava na tela. Fui a um oftalmologista e ele me disse que eu estava com astigmatismo e precisava usar óculos, apesar de o meu grau ser bem baixo.

Ok, mais um gasto necessário e não planejado. Já sabia que óculos custam caríssimo, então me preparei para o pior. Peguei a receita (esse é o nome certo?) das lentes e fui a algumas óticas para fazer orçamentos, não sem antes fazer uma pesquisa de preços na internet.

Infelizmente, acabou aí toda a sensatez da história… Eu realmente fiz orçamentos, mas não gostei muito de nenhuma armação que vi, até ir a uma loja da Chilli Beans e escolher uma que acabou custando três vezes mais que o óculos mais barato que pesquisei (isso sem contar as lentes)!

Eu sei que gastei demais e até sinto um pouco de culpa, mas eu precisava comprar óculos que me fizessem sentir bem com eles, caso contrário eu iria praguejar toda vez que me olhasse no espelho (porque sim, sou dessas).  Sem contar que não pretendo gastar mais com armação de óculos por muito tempo.

Não sei porque fui tão exigente com esses óculos de grau… Uns anos atrás, quando comprei meu óculos de sol, foi no Shopping Oi mesmo, custou R$ 10, é lindo e está durando até hoje.  É óbvio que esses não têm nenhuma proteção UVA/UVB nas lentes, e meu oftalmologista provavelmente me mandaria parar de usá-lo, mas não penso em trocá-lo até o ano que vem, pelo menos.

Imagens do modelo do meu óculos, retiradas da loja online da Chilli Beans.